Translate

terça-feira, 18 de maio de 2010

E quanto isso.

Mais um dia, com horas, minutos e segundos, desperdiçados.
Você esta tão longe e perto ao mesmo tempo. Nada consegue suprir a falta que você me faz. E em dias como esses eu volto ao pó, afinal, tudo na vida tem um custo.
Acredito que você esta gastando este seu 'tempo' da melhor maneira possível.
Tento te rastrear. Porém todas as vezes que tento andar ou correr ao seu lado , eu tropeço e caio.
Sempre tenho o melhor para nós, não estou dizendo que sou a única pessoa capaz de lhe fazer feliz, mas talvez eu tenha um pouco mais de auto-conhecimento.
Deitei em minha cama e abracei o meu travesseiro ( meu melhor companheiro!).
Fiquei pensando no suposto amor que perdi, tentando imaginar porque deu tudo errado.
Acredito que não me conhecia realmente tão bem, mas eu acho que, pelo menos você me mostrou ser uma pessoa sincera. Confesso que fui nocauteada.
No entanto estou de volta ao começo, e estou esperando por mais, mas estou tentando entender isso aos poucos.
Percebo que estou ficando sem paciência, sem força, acredito que há uma razão pra tudo isso que estou sentindo ( tem que haver uma razão).
Sempre tentei dizer que não sou inquebrável.
Por mais que eu esteja de volta ao começo, por mais que esteja me refazendo, ainda ecoa em meu cérebro algumas perguntas...
Será que algum dia saberemos que éramos únicos, um para com o outro?
Será que algum dia eu poderei lhe dizer sobre o dia em que nos conhecemos, e como me sinto quando recebo um abraço seu??
Não sei, somente o tempo irá dizer!

2 comentários:

LUCIMARA DOMICIANO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LUCIMARA DOMICIANO disse...

Shakespeare disse que "quando se avistam nuvens, os sábios vestem seus mantos".

Sim! A vida tem inevitáveis tempestades. Quando elas sobrevêm, os sábios preparam seus mantos invisíveis: protegem sua emoção usando sua inteligência como paredes e os seus sonhos como teto.

Você é uma pessoa incrível!